Patrick Bevin vence em Valbroye e impede terceiro triunfo de Ethan Hayter

Mais uma etapa muito ondulante na Volta a Romandia, hoje o mais complicado até à data. Com a montanha à espera dos ciclistas no fim-de-semana, esta era, para muitos, a última oportunidade para poderem brilhar. Bem cedo, Remi Cavagna, Nans Peters e Krists Neilands foram para a fuga do dia.



Apesar de pequena, esta era uma fuga perigosa, com bons roladores e corredores que passavam bem a média montanha, o que levou a Jumbo-Visma a manter a diferença sempre controlada, nunca ultrapassando os 5 minutos. A ajuda só apareceu a 60 quilómetros do fim, com a INEOS Grenadiers a aparecer na frente, começando a reduzir, mais rapidamente, a diferença para a frente. Tal como ontem, o trabalho da equipa britânica fez anular a fuga a 20 quilómetros da chegada.

Vários ciclistas tentaram a sua sorte nos quilómetros finais, com destaque para Rein Taaramae e  Marc Hirschi. O mais resistente foi o estónio da Intermarché-Wanty, apanhado já dentro do quilómetro final. Mais uma vez, foi a INEOS Grenadiers a fazer o lançamento, Ethan Hayter estava, novamente, no sítio certo só que desta vez Patrick Bevin estava muito bem colocado. Os dois arrancaram lado-a-lado no entanto a ponta final do neo-zelandês foi superior, o que lhe valeu o triunfo.



O líder Rohan Dennis foi 3º, permitindo somar 4 importantes segundos de bonificação, antes do fim-de-semana decisivo, com uma chegada em alto e uma crono-escalada.

, , , , , , , , ,