Pierre Latour é o mais forte no Alto del Naranco, Quintana confirma vitória final

Terceira e última etapa da Vuelta às Astúrias e terceira etapa de montanha, desta vez com uma chegada no Alto del Naranco. Se nas outras duas etapas tivemos Daniel Viegas em fuga, desta vez a representação portuguesa esteve a cabo de Nelson Oliveira. O luso teve a companhia de outros 5 corredores.



A vantagem sempre foi curta e a 25 quilómetros do fim, em plena ascensão para El Violeo, a fuga era alcançada. Logo aí começaram os ataques entre os favoritos, com Nairo Quintana a estar muito ativo, com o grupo da frente a ter 15 corredores no topo da escalada.

Os ataques foram constantes quer na descida quer num pequeno topo que antecedia a subida final, o que fez partir, ainda mais o grupo. Com Pedrero e Rubio no grupo, a Movistar atacava à vez, tentando cansar o máximo Quintana mas o colombiano respondia prontamente a todos os ataques.



Tudo isto levou a um agrupamento à entrada do quilómetro final, com Pierre Latour, Antonio Pedrero, Einer Rubio, Nairo Quintana, Alejandro Osorio e Victor de la Parte a entrarem juntos. Apesar de parecer em dificuldades, Latour não desistiu e desferiu um forte ataque só respondido por Osorio.

O duo fugiu no quilómetro final e, ao sprint, o francês da Total Direct Energie mostrou ser o mais forte. Osorio chegava a 2 segundos e a 12 chegava o grupo de Quintana, com De la Parte a ser 3º. Na geral, Quintana confirmou o triunfo final na Vuelta às Astúrias, o 2º da carreira, sendo acompanhado no pódio por Pedrero e Latour.



Nelson Oliveira foi 14º a 1:19 e acabou a prova no 9º lugar. A equipa portuguesa Louletano-Loulé Concelho veio a Espanha ganhar ritmo importante para a Volta ao Algarve, com Jesus del Pino a ser o melhor representante da equipa algarvia em 38º. Nota para Daniel Viegas que subiu ao pódio final como vencedor da classificação das metas volantes.

, , , , , , , ,