Primoz Roglic superior volta a dominar no Tour de l’Ain

Etapa rainha do Tour de l’Ain numa antevisão do que será a 15ª etapa do Tour de France deste ano e, logo aí, um ingrediente importante para a presença de tantos favoritos à Grande Boucle. 12 corredores formaram a fuga do dia, entre os quais Andrea Bagioli, Julien Bernard e Carl Fredrik Hagen.



Um grupo mantido sempre por perto por parte do pelotão controlado pela Team INEOS, que via Chris Froome, finalmente, aparecer, fazendo o papel de gregário de luxo para Egan Bernal. O britânico entrou ao serviço já na subida para de Grand Colombier, subida essa onde Bernard e Bagioli ainda entraram na frente mas as primeiras rampas foram fatais para as aspirações da fuga.

A 8 quilómetros do fim, terminava o fantástico trabalho de Chris Froome e entrava ao serviço Jonathan Castroviejo que, na sua primeira aceleração colocava em dificuldades o seu líder Egan Bernal e Steven Kruijswijk, mas logo a seguir voltavam a reentrar, ao contrário de João Almeida.



Ainda com 4 elementos no grupo da frente, a Jumbo-Visma teve que se colocar ao trabalho com Tom Dumoulin, num grupo reduzido a 9 ciclistas. O holandês durou na frente largos quilómetros, até um esboço de ataque de Richie Porte dinamitar a corrida.

Bernal e Kruijswijk voltaram a ceder no entanto o colombiano reentrava, num grupo agora liderado por George Bennett e onde ainda estavam, também, Roglic, Quintana e Guillaume Martin. Porte ainda tentou mais duas vezes mas foi Bernal quem conseguiu sair do grupo.



O colombiano atacava a 600 metros do fim, só com Roglic a conseguir seguir o colombiano. O esloveno estava com uma pedalada fácil e a 200 metros da chegada desferiu um poderoso ataque para conquistar nova vitória no Tour de l’Ain e confirmar o triunfo na classificação geral. Bernal cedia 4 segundos, com Quintana a terminar em 3º a 6. João Almeida cedeu 1:53 no dia de hoje, terminando em 7º na classificação geral, sendo o vencedor da juventude.

, , , , , , , ,