Sem palavras! Remco Evenepoel destrói a concorrência num triunfo com dedicatória especial

Dia de todas as decisões na Volta a Polónia com a etapa rainha da competição a fazer-se no já tradicional circuito de Bukowina Tatrzanska. Mal se deu o tiro de partida Kamil Malecki, Patryk Stosz e James Whelan saltaram para a frente de corrida, a quem mais tarde se juntavam os australianos Chris Harper e Nathan Haas.



A cerca de 70 quilómetros do fim, a Lotto Soudal pegava na corrida, na tentativa de endurecer a prova, começando a aparecer o nervosismo, com uma queda a acontecer. O camisola amarela Richard Carapaz era um dos que ia ao chão mas, pouco depois, voltava ao pelotão, tal como Maximilian Schachmann que, apesar de não ter caído, ficou atrasado.

Após um pequeno desacelerar de ritmo, a Mitchelton-Scott aumentava, e muito, o ritmo, partindo muito o pelotão em nova passagem pela subida de Bukowina. Tudo isto culminou com o ataque de Simon Yates que reduziu o pelotão a pouco mais de 20 ciclistas, onde ainda estavam todos os principais favoritos.



A corrida entrou num ritmo louco e, por isso, a fuga terminava a 55 quilómetros da meta. Cinco quilómetros volvidos, Remco Evenepoel atacava sem medo, obrigando a Team INEOS a perseguir. Eddie Dunbar bem tentava manter o jovem belga debaixo de olho mas era impossível. A juntar a isso, Carapaz sentia os efeitos da queda e começava a sentir algumas dificuldades.

Com quase 1 minuto de vantagem a 27 quilómetros do fim, os alarmes começavam a soar no grupo dos favoritos e isso levou a uma série de ataques e contra-ataques no grupo que em nada ajudaram a diminuir a diferença. Foi com um ataque de Rafal Majka que um grupo perseguidor se formou, com Jakob Fuglsang e Simon Yates a juntarem-se ao polaco.



Remco Evenepoel estava intocável e ninguém conseguiu fazer frente ao jovem prodígio belga. Numa vitória emocional, o ciclista da Deceuninck-QuickStep festejou com o dorsal 75 de Fabio Jakobsen, em mais uma exibição para mais tarde recordar. Fuglsang deixou os seus companheiros de fuga para trás terminando em 2º, mas a 1:48. Yates bateu Majka na luta pelo 3º lugar. A 3:05, Ulissi e Kelderman foram os primeiros do grupo perseguidor, onde Rui Costa foi 12º. Sem sombra de dúvidas, Remco Evenepoel é o novo líder da competição. Rui Costa é 10º na geral.

, , , , , , , ,