Stefan Kung encabeça lista de vencedores do dia

Que domingo de ciclismo! Desde vitórias de corredores mais experientes a estreias a vencer como profissional, o dia de hoje teve de tudo um pouco.

Começando por Itália, e pela Veneto Classic, o percurso da prova prometia e não desiludiu. Muita emoção no circuito final, com ataques e contra-ataques constantes. Samuele Batistella e Matteo Trentin isolaram-se a 40 quilómetros do fim, e mesmo nunca tendo muita vantagem para o pelotão foram-se mantendo na frente. A 22 quilómetros do fim, numa das várias ascensões a Rosina, Trentin tocou na roda de Batistella, caiu e deixou o ciclista da Astana na frente.



Com a diferença a rondar entre os 5 e os 30 segundos no que restou da prova, o jovem transalpino conseguiu suster a perseguição do grupo, muito devido ao trabalho de Alexey Lutsenko, que conseguia desorganizar a perseguição. No final, primeiro triunfo da carreira para o campeão do Mundo de sub-23 em 2019. Marc Hirschi foi 2º e Jhonatan Restrepo completou o pódio. Outro pormenor muito interessante, é que Batistella é natural desta região de Veneza.

Em França, o Chrono des Nations foi a primeira prova a ter o seu término. O expectável duelo entre Stefan Kung e Remco Evenepoel não passou da teoria, uma vez que o jovem belga nunca esteve ao seu nível. Por outro lado, o campeão europeu esteve em grande, completando os 44500 metros em 51:47, menos 36 segundos que o veterano Martin Toft Madsen. Alessandro de Marchi completou o pódio, a 1:16. Remco Evenepoel foi apenas 5º a 1:22.



Já a Boucles de l’Aulne viu uma fuga numerosa que se formou já dentro do circuito final ter o seu sucesso. Depois de muito ter ameaçado ao longo das últimas semanas, Stan Dewulf conseguiu a primeira vitória da carreira. O corredor da AG2R Citroen venceu com 36 segundos de vantagem para um grupo perseguidor onde Valentin Madouas foi 2º e Mathieu Burgaudeau 3º. Nas contas da Taça de França, Dorian Godon não somou pontos mas também não viu Elia Viviani conseguir fazê-lo, pelo que leva de vencida a competição. A AG2R Citroen venceu coletivamente, num grande dia para a equipa gaulesa.

Por fim, na Grã-Bretanha, a prova de estrada dos Campeonatos Nacionais não desiludiu. Com muitos ataques desde o seu começo, o título nacional ficou decidido apenas na subida final. Fred Wright e Ben Swift travaram um duelo incrível e, no final, foi o ciclista da INEOS Grenadiers a sorrir, conseguindo revalidar o título conquistado em 2019. Ethan Hayter completou o pódio, dando mais uma medalha à equipa de Dave Brailsford.



, , , , , , , , , , , , , , , , ,