Grande prestação de Portugal no fecho da Taça do Mundo de Pista 2018/2019

Hong Kong recebeu, este fim-de-semana, a última etapa da Taça do Mundo de Pista. Tal como tinha acontecido na semana passada, Portugal participou com João Matias, Rui Oliveira e Maria Martins.




No sábado foi dia de Scratch e de Omnium masculino. No Scratch, João Matias foi o representante luso e terminou num fantástico 6º lugar, sendo o 2º do pelotão, já que 4 ciclistas terminaram com uma volta de avanço. A vitória ficou para o chinês Liang Guo, seguido pelo norte-americano Adrian Hegyvary e pelo francês Clement Davy.

Rui Oliveira também esteve em prova, no Omnium, mas a sua prestação acabou por não ser a melhor, tendo em conta aquilo que o português nos tem habituado. O gaiense foi 19º no final, após ter sido 17º no Scratch, 12º na Tempo Race e 19º na Eliminação. Somou 2 pontos na Corrida por Pontos, terminando o concurso com um total de 32 pontos, longe dos 134 do vencedor Cameron Meyer. No pódio, o australiano foi acompanhado por Benjamin Thomas e Campbell Stewart.




Se o sábado foi bom, o domingo foi ainda melhor! Madison e Omnium feminino eram as provas no menu. Maria Martins foi a primeira a entrar em pista e, num pelotão de 24 ciclistas, a jovem portuguesa terminou num incrível 6º lugar, com 86 pontos, o melhor resultado da sua carreira. 5ª no Scratch, 6ª na Tempo Race e 11ª na Eliminação, levaram a lusa para o 5º lugar na Corrida por Pontos onde não somou qualquer ponto, o que a levou a cair uma posição. A campeão do mundo Kirsten Wild confirmou o favoritismo, triunfando à frente de Laurie Berthon e Alexandra Manly.

Entre o Ominum feminino, João Matias e Rui Oliveira juntaram-se para fazer par no Madison. A dupla portuguesa, que tem dado boa conta de si nas provas que tem feito, esteve a um nível muito elevado, terminando em 4º lugar, a apenas 2 pontos da medalha de bronze, que viram escapar no último sprint, que como dá pontos a dobrar viu a dupla francesa ultrapassar os lusos. Portugal pontuou em 7 dos 12 sprints, mostrando estar cada vez mais à vontade entre a elite mundial. Os vencedores foram os neozelandeses Thomas Sexton e Campbell Stewart, com 33 pontos, seguidos pelos australianos Sam Welsford e Kelland O’Brien, com 29, e pelos franceses Benjamin Thomas e Florian Maitre, com 21. Antes desta ronda da Taça do Mundo Portugal era 10º no ranking olímpico de Madison e é expectável que suba alguns lugares.



Com a Taça do Mundo terminada, segue-se o Campeonato do Mundo, que se vai realizar em Purszkow, na Polónia, entre 27 de fevereiro e 3 de março.

 

, , , , , ,