Os planos da Jumbo-Visma para os seus líderes

Mais um dia e mais um dia onde revelamos mais calendários dos principais ciclistas do panorama internacional, desta vez com destaque para a Jumbo-Visma. A formação neerlandesa realizou uma conferência de imprensa virtual, apresentando o programa geral para a temporada, numa altura em que ainda se encontrava em estágio de pré-temporada, estágio esse que já foi terminado devido a um caso positivo de COVID-19.



Como já aqui escrevemos, Tom Dumoulin será a aposta para o Giro d’Itália. O neerlandês que já venceu a grande volta transalpina terá uma temporada com pouca competição, começando no UAE Tour, seguindo-se Strade Bianche, Volta a Catalunha e Amstel Gold Race. Ora, falando da Volta a Itália, a Jumbo-Visma desvendou todo o seu elenco para a primeira Grande Volta da temporada e, acompanhando Dumoulin estarão Tobias Foss (9º em 2021), Koen Bouwman, Chris Harper, Sam Oomen, Jos van Emden, Pascal Eenkhorn e Edoardo Affini.

Para o Tour de France, e depois da primeira lista de 13 nomes que falamos na semana passada, a Jumbo-Visma também já cortou essa lista para 6, com os restantes 2 a serem divulgados apenas depois das clássicas do mês de Abril. Primoz Roglic e Jonas Vingegaard partirão como líderes, com Wout van Aert a ser um grande apoio e a ter a camisola verde em mente. Rohan Dennis, Sepp Kuss e Steven Kruijswijk são os restantes nomes confirmados.



Por falar em Primoz Roglic, o ciclista esloveno começará a época no Paris-Nice, antes de viajar para Itália para a Milano-Sanremo. Logo de seguida fará a Volta ao País Basco, antes da La Fleche Wallonne e da Liege-Bastogne-Liege. Tal como na última temporada não competirá entre Abril e Junho, focando-se apenas no treino e em estágios na preparação final para o Tour de France. Já Jonas Vingegaard estará no Tirreno-Adriático, fazendo depois as 3 clássicas das Ardenas, ao contrário de Primoz Roglic. O mais provável é adicionar mais corridas ao seu ainda curto calendário.

Por fim, falamos de Wout van Aert. O belga não irá estar presente nos Campeonatos do Mundo de ciclocrosse de forma a não estragar a sua preparação da temporada, pensando nas clássicas da Primavera onde este afirmou que quer vencer um Monumento. 2021, na estrada, começará com a Omloop Het Nieuwsblad, seguindo-se Paris-Nice, antes da Milano-Sanremo que Van Aert já venceu. E3 e Gent-Wevelgem serão a preparação final para o Tour de Flandres, Amstel Gold Race e Paris-Roubaix, para finalizar a primeira metade da temporada, antes de se focar na preparação para o Tour.



, , , , , , , , ,